A Dona Zinha separa várias notícias para você ficar por dentro do mundo dos doces!

Imagem: Artur Moser28/01/2015

Começa com um esquecimento que não influencia em nada na vida. Depois, um encontro passa despercebido, uma chaleira fica esquentando no fogão. Por fim, nomes e situações foram deletadas da memória interna. O declínio cognitivo é um dos principais problemas que a terceira idade enfrenta, mas ele pode ser contido e, até mesmo, evitado.

Diferentes pesquisas mostram que exercitar o cérebro e alimentação saudável protegem a nossa cognição. A palavra-chave para manter o cérebro ativo são os antioxidantes. Um dos alimentos mais ricos em polifenóides e flavonóides, substâncias que evitam a oxidação das células, é o chocolate.

Pode comemorar! Comer de 30 a 50 gramas do doce todos os dias pode ser um belo motivo para querer cuidar da saúde do cérebro. Mas não é qualquer chocolate que vai oferecer essa rica quantidade de antioxidantes.

– Ao leite e brancos têm muita manteiga de cacau e açúcar. Essas duas substâncias engordam e, principalmente, abrem portas para doenças. quando o chocolate tem mais de 70% de cacau em sua composição pode trazer o prazer que o sabor proporciona e, ainda, benefícios para o coração e para a cognição – explica a nutricionista do Hospital São Lucas, Graziela Retzlaff.

A revista especializada Chemistry Central Journal, do Reino Unido, publicou um estudo que mostra que o chocolate rico em cacau na composição oferece mais antioxidantes do que o suco de frutas como o açaí, romã, e mirtilo, famosos pela ação contra o envelhecimento das células.

Além de proteger coração e cognição, o chocolate com maior porcentagem de cacau estimula o organismo a produzir serotonina. O cérebro, quando recebe essa substância, libera a sensação de prazer. A serotonina protege da depressão e da ansiedade.

– Derreter um tablete pequeno de chocolate e misturar com frutas vermelhas e roxas é uma bela fórmula para envelhecer bem. Mente e corpo ativos e alimentos que melhoram a qualidade de vida garantem um futuro sem remédios.

Se engana quem vai pular a parte do chocolate com mais de 70% de cacau e buscar apenas antioxidantes em suplementos. Para Emilio Moriguchi, geriatra do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, a suplementação sem indicação médica causa riscos muito maiores e poucos benefícios.

– Alimentação o mais natural possível, atividade física, repouso e lazer é o que basta para que uma pessoa chegue à terceira idade - e viva o período - intensamente bem.

É bom lembrar que toda pessoa produz antioxidantes, assim como radicais livres. A alimentação pode fazer com que um seja mais produzido do que o outro. Frutas, verduras e legumes fazem com que os antioxidantes neutralizem a produção das temíveis substâncias que oxidam as células. Industrializados aumentam os radicais livres. Chocolates, no caso, entra no time dos antioxidantes.

Até a gordura do chocolate rico em cacau faz bem para os mais velhos. Todos os dias, de 20 a 25% da alimentação deve ser gordura boa, aquela que aumenta o colesterol bom.

– Comer uma picanha hoje não coloca alguém no grupo de risco. Comer todos os dias, sim – aponta o médico.

Os pesquisadores da Universidade Columbia, nos EUA, foram além em um novo estudo sobre o consumo de chocolates. Para os pesquisadores, idosos que comem todos os dias o tipo com mais cacau rejuvenescem a capacidade de memorizar. E é exatamente essa parte do cérebro, a que reconhece pessoas e situações já vividas, que mais sofre declínio com o tempo.

A pesquisa americana afirmam que a cada década, ficamos 0,2 segundos mais lentos na hora de reconhecer. Três meses de testes com voluntários com idades entre 50 e 69 anos, em que eles consumiram doses maiores do que as recomendadas de antioxidantes do chocolate, foram necessários para fazê-los ficarem 0,6 segundos mais rápidos do que antes. Para a equipe responsável pela pesquisa isso significa dizer que a área que memoriza rejuvenesceu 30 anos.

Ainda assim:
– Mesmo o chocolate com mais de 70% de cacau contém açúcar e gorduras, ou seja, ele engorda.

A fórmula não é mágica, mas eliminar o chocolate da dieta não parece ser a coisa certa a fazer.

Imagem: Artur Moser

Fonte: Zero Hora, escrita por Greyce Vargas

<< Voltar
LiveZilla Live Help
Todos os direitos reservados - © 2018 RGB Comunicação - Agência de Internet e Produtora de Vídeo
Loja2
Rua: Barão do Rio Branco, 1077
Tel.: (16) 3942-9663
Sertãozinho
Loja1
Rua: Sebastião Sampaio, 1858
Tel.: (16) 3942-5338
Sertãozinho